Empregados da Caixa decidem por Dia de Luta nesta terça-feira

Empregados da Caixa decidem por Dia de Luta nesta terça-feira

Reunidos em plenária virtual na noite desta segunda-feira (26/04), os empregados da Caixa aprovaram a realização de um Dia de Luta, mantendo o estado de greve, nesta terça-feira (27/04), em protesto ao IPO da Caixa Seguridade, mais contratações, pagamento correto da PLR Social, acordo sobre teletrabalho e vacina já. Em Salvador, uma manifestação está programada para as 6h30, na agência localizada na avenida Mercês.

A plenária contou com participação expressiva. Foram mais de 500 empregados que discutiram democraticamente os rumos da mobilização. O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, lembra que a situação da Caixa preocupa e a unidade é essencial neste momento. Nas agências, o clima entre os trabalhadores é de angústia e indignação. Apesar de estarem prestando um serviço essencial à população durante a pandemia, os bancários não são valorizados pelo banco. Pelo contrário, são cobrados por metas inatingíveis. Sem contar com a sobrecarga e o adoecimento, por conta do déficit de funcionários.

A cada ano o quadro de pessoal é reduzido, mesmo com o aumento de clientes, o que acarreta na superlotação das agências e filas. O movimento grande nas unidades, inclusive, é um das provas de que os bancários precisam ser incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

Os empregados também querem o pagamento justo da PLR Social. Pela primeira vez, a Caixa pagou um valor inferior ao que consta no ACT (Acordo Coletivo de Trabalho). Também integra a lista de reivindicações um acordo sobre teletrabalho, já que uma parte dos funcionários trabalha de casa por conta da pandemia.

Destaque Últimas Notícias